Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




fosco

por Lhuna, em 15.12.18

Este blog escreveu-se sozinho, de todas as vezes que se abria mais uma fenda no músculo mais importante que guardo em mim. 
São raras as vezes que aqui volto para contar coisas felizes, e mantive este método durante anos, e anos...e anos. Escrever aqui quando só via névoa funcionou sempre como uma espécie de terapia. Escrevo para me ajudar a pensar. Escrevo porque me deixo dizer palavras que a voz não sabe.
Já não estranham vocês as publicações a meio do dia, ou a meio da noite. Não questionam as poucas palavras, nem a falta de espinha dorsal. Não o fazem porque só assim me conhecem, e eu gostava de dizer que sou mais do que isto. Mas, pouco mais serei.
Este blog escreveu-se quando o coração estava tão apertado que achou que fugir do meu peito era a única solução. E assim se manteve, até relaxar o suficiente e voltar à sua forma original.
Sempre fui mais honesta com os outros do que comigo, sempre fui mais transparente aqui do que em qualquer sítio do mundo. Escrever é a minha forma de pensar, e eu não o faço tantas vezes quanto deveria. 
Escrevo aqui podem já adivinhar porquê. 

Tags:

publicado às 17:33


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.




"I was never insane except upon ocasions when my heart was touched"
- Edgar Allan Poe


Segmentos Ativos

♦  Aparte Cinematográfico
♦  Gostei e Partilhei