Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Aparte cinematográfico

por Lhuna, em 31.07.16

Fui à procura da Dory e vim para casa de coração cheio. 

 

 

Nascida nos anos 90 fui agradavelmente bombardeada com os filmes da Disney e posteriormente com as séries do Disney Channel, que acompanhei durante vários anos. Ainda agora, com os meus para lá de 20, gosto de me atualizar no mundo animado. Foi por isto e pela nostalgia de ver o castelo da Cinderela acompanhado do candeeiro da Pixar que me lancei a uma sala de cinema cheia de pais inexperientes e crianças barulhentas.
O filme que nos introduziu uma família de peixes palhaço e à tão querida e esquecida Dory, nunca foi o meu favorito, por toda as suas entrelinhas que passam despercebidas a uma criança (mas que podem ver explicada aqui). Porém, À procura de Dory, foi uma agradável e divertida surpresa. Por mais uma aventura no fundo do mar que refresca o típico mundo de princesas e super-heróis, por uma série de piadas bem à medida da Disney-Pixar, que desde o "casamento" têm ensinado a estas crianças que nunca viram O Rei Leão, o que é a amizade, o amor e a boa música. 
Sem desvendar demasiado, Dory ensina-nos mais uma vez que sermos fies a nós próprios, ainda que com  perda de memória ou outro handicap , é a única ou mais eficaz forma de ultrapassar e resolver as pedras do caminho.
Infelizmente a versão original não estava disponível em nenhum cinema da zona mas a grande grande Rita Blanco portou-se mais uma vez à altura da Ellen DeGeneres. A revelação desta sessão de cinema foi, na verdade, a curta de 6 minutos onde Piper uma pequena ave marinha aprende a superar-se e que me arrebatou completamente. Fofo que só ele... Se tiverem oportunidade agarrem os miúdos ou vão com graúdos e deliciem-se com duas produções ao bom velho estilo da Disney.

Autoria e outros dados (tags, etc)




"I was never insane except upon ocasions when my heart was touched"
- Edgar Allan Poe


Segmentos Ativos

♦  Aparte Cinematográfico
♦  Gostei e Partilhei