Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




do frio da noite

por Lhuna, em 06.02.12

O corpo tremia-lhe. Tremia-lhe a alma também. Misturavam-se perfumes no ar, eram rosas e jasmim. O ar da manhã e a luz tépida da noite, que se alojava naquele coração, naqueles olhos que outra foram o amanhecer. O medo.

Pendia-lhe a vida num fio de prumo já gasto, velho de tanto uso. A incerteza de mais um dia, ou daquele dia em particular, tinham-lhe roubado toda a réstia de esperança que ainda se fazia sentir naquele ser tão jovem e ardente. 
Era uma vida bonita aquela. Tinha sido até então...Até lhe roubarem a alma.

Parou de tremer. 

Tags:

publicado às 21:10


2 comentários

Imagem de perfil

De nyssa a 07.02.2012 às 00:11

obrigada por avisares, já te sigo
Sem imagem de perfil

De Nómada a 08.02.2012 às 21:51

Gostei! bj

Comentar post




"I was never insane except upon ocasions when my heart was touched"
- Edgar Allan Poe


Segmentos Ativos

♦  Aparte Cinematográfico
♦  Gostei e Partilhei