Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




cronógrafo

por Lhuna, em 02.05.12

Passam-te os dias pela alma. Passa-me a alma por ti. São tantas as horas que lhes perdi a conta. Deixei de contar, deixou de fazer sentido impor um limite. Apaga-me os limites.
Deixa a lua e deixa a luz. A mim e ao que tiver a mais. Deixa-me em ti com marcas do passado. - Fazem-nos. - Treme e deixa-me tremer. Com saudade e paixão do amanhã. Ou do ontem.
Não contes o tempo. Deixei de o contar. Perde a noção da vida e perde-te na vida. Em mim e no que te roubar. Não contes o tempo. Ama-me e faz-me amar-te.
Esquece o tempo e o medo. Esquece-te em mim.  

Tags:

publicado às 16:57


1 comentário

Imagem de perfil

De copodeleite a 02.05.2012 às 19:29

infelizmente. sobreponhe a tudo de belo que anteriormente possa ter acontecido.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.




"I was never insane except upon ocasions when my heart was touched"
- Edgar Allan Poe


Segmentos Ativos

♦  Aparte Cinematográfico
♦  Gostei e Partilhei